Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

É na simplicidade que encontramos as melhores coisas da vida.

E esta iguaria está presente em muitas mesas portuguesas nesta quadra festiva, mas em vez do tradicional borrego assado optei por fazer algo mais arrojado, e resultou na perfeição...

 

borrego.jpg

 

 

Ingredientes para 4 pessoas

 

8 costeletas de borrego limpas no osso – poderão ter de comprar mais pois por vezes elas são pequeninas.

1 ramo de alecrim fresco

1 folha de louro

3 dentes de alho

1 colher de chá de banha de porco

flor de sal e azeite q.b

 

Acompanhamento: esmagada de batata doce com tomilho e folhas de espinafre baby

 

Preparação

 

Aqueçam uma frigideira de fundo grosso, pois permitem uma melhor confeção da carne, adicionem a banha, o alecrim os dentes de alho esmagados e louro, quando estiver bem quente adicionem as costeletas, assim que estiverem douradas de um lado, voltem-nas e deixem alourar no outro e temperem com flor de sal, este processe deve ser rápido para que elas fiquem mal passadas por dentro, mas com uma crosta por fora, por isso a frigideira deve estar bem quente.

 

Coloquem uma porção de espinafres no prato, por cima a esmagada de batata doce, salpiquem com azeite e coloquem as costeletas, sirvam de imediato.

 

Experimentem...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Mar16

Pão de Ló

por Cozinha com a Ju

E em qualquer mesa de Páscoa não pode faltar um delicioso pão de ló, e esta é uma receita tão simples e tão boa que vão querer experimentar... 

 

pao de lo.jpg

 

Ingredientes

 

8 gemas + 3 ovos M

250 gr de açúcar

125 gr de farinha de trigo T55 sem fermento

1 colher de chá de fermento

 

Preparação

 

Coloquem os ovos e as gemas juntamente com o açúcar e batam tudo com a batedeira durante 10-12 minutos.

 

Adicionem, ao preparado anterior, a farinha peneirada com o fermento e envolvam bem sem bater, caso contrário vamos perder a leveza típica do pão-de-ló.

 

Coloquem, a massa, numa forma redonda e com buraco, forrada com papel vegetal e levem ao forno pré-aquecido a 170 graus durante aproximadamente 30 minutos, não se esqueça de verificar a cozedura com um palito. Deixem arrefecer no forno com a porta aberta.

 

pao de lo2.jpg

 

Experimentem...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Mar16

Folar Doce

por Cozinha com a Ju

As minhas raízes são Beirãs e Transmontanas, por lá não é muito comum encontrar folar doce, o mais comum é o de carnes, mas os miúdos apreciam mais um folar docinho e bastante colorido, por isso este é dedicado à pequenada, mas os mais crescidos também se podem servir.

 

folar doce.jpg

 

 

Ingredientes

 

2 chávenas de farinha T 65 sem fermento

Meia chávena de açúcar branco

2 ovos M

100 ml de leite tépido

1 colher de sopa de mel

50 gr de margarina para massas, ou da normal, derretida mas à temperatura ambiente

1 colher de chá mal cheia de sal fino

1 colher de chá de levedura seca

Raspa de meia laranja

Gema de ovo batida numa colher de sopa de leite para pincelar

Pepitas coloridas para decorar

 

Preparação

 

Colocar os ovos, o mel e o leite numa taça e bater ligeiramente.

 

Colocar a farinha, a levedura, o açúcar, o sal, e a raspa da laranja na taça da batedeira com o gancho das massas colocado. Ligar a batedeira numa velocidade baixa e adicionar lentamente o preparado dos ovos, aumentar a velocidade e bater durante 5-6 minutos, ou até verificarem que têm uma massa lisa, adicionar agora a margarina e bater por mais 2 minutos.

 

Coloquem a taça num local quente e abrigado de correntes de ar, para que possa levedar durante 40 minutos a 1 hora. Eu deixo dentro do forno desligado.

 

Polvilhar a bancada com farinha e colocar a massa, dividi-la em duas partes iguais, formar um rolo com cada uma delas e entrança-los um no outro. Colocar num tabuleiro e deixar descansar por 40 minutos, abrigado de correntes de ar e num local quente.

 

Antes de colocar no forno, pincelar a superfície com a gema de ovo batida em leite, e salpicar com as pepitas. Levar o tabuleiro ao forno pré-aquecido a 180 graus durante 20 minutos, aproximadamente.

 

doces.jpg

 Bolo de cenoura, cupcakes de Páscoa, Costeletas de borrego aromatizadas em alecrim, pão de ló e aletria

 

Nota: as farinhas são diferentes no que toca à sua capacidade de absorção, por isso pode ser necessário mais/menos farinha ou mais/menos leite. Esta é uma massa pouco rija.

 

 

Experimentem...

Autoria e outros dados (tags, etc)

24
Mar16

Bolos da Páscoa da Beira Alta

por Cozinha com a Ju

Por esta época do era comum eu ir passar uns dias a casa dos meus avós, uma terra perto do Douro chamada Paredes da Beira, de onde eu tenho as melhores memórias. Adorava entrar na casa do forno com um pacote de manteiga para barrar o pão que a minha avó cozia num forno de lenha, e pela Páscoa fazia também este pão, ela chamava-lhe bolos da Páscoa, mas não são mais que uns deliciosos pães de azeite...e nem imaginam o quão bom é fazer torradinhas com este pão.

 

E vejam só que bela companhia eu arranjei para o meu pão...um delicioso Queijo fresco com alho e ervas da Boursin

bolo da pascoa.jpg

 

 

Ingredientesboursin.jpg

 

500 gr de farinha T 65 sem fermento

1 saqueta de levedura seca

1 colher de sobremesa de sal fino

100 ml de azeite fervido, mas à temperatura ambiente

2 ovos L

100 ml de água tépida

 

 

Preparação

 

Coloquem a farinha na taça da batedeira com o gancho para massas e adicionem a levedura, o sal, os ovos, o azeite, e a água, comecem por envolver a uma velocidade baixa durante 1 minuto, quando tudo estiver bem envolvido aumentem a velocidade e deixem bater durante 5 a 6 minutos, ou até que toda a massa apresente uma consistência uniforme e se solte da taça da batedeira.

 

Caso optem por bater à mão façam-no mais ou menos por 10 minutos até terem uma massa perfeita e a soltar-se das mãos.

 

Façam uma bola coloquem numa taça e deixem levedar durante 40 minutos a 1 hora, vai depender da temperatura da vossa casa, num locar seco e quente. Ao fim deste tempo chega a hora de tender, espalmem um pouco a massa e dobrem uma parte até metade as outra. Deixem descansar novamente a massa cerca de 30-40 minutos.

 

Forem um tabuleiro com papel vegetal e levem ao forno pré-aquecido a 180-190 graus durante 25-30 minutos, Quando baterem por baixo do pão e ouvirem um som oco significa que este está cozido.

 

 

 

mesa pascoa.jpg

 

 

 

 

bb.jpg

 

 

Experimentem...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

02
Out15

Bifanas à Portuguesa

por Cozinha com a Ju

Ora mais um prato bem tradicional, e vão achar estranho batatas fritas com casca, mas era assim que a minha avó as fazia e claro que eu as continuo a fazer da mesma maneira...e ficam tão boas...

 

bifanasà portuguesa.jpg

 

Ingredientes para 4 pessoas

 

4 Bifanas grandes mas não grossas

200 ml de vinho tinto

3 Dentes de alho esmagados

2 Colheres de sopa de pasta de pimentão (receita aqui)

2 Folhas de louro

1 Fio generoso de azeite

Salsa picada q.b.

Sal q.b.

Batatas pequenas fritas aos cubos e com casca

 

Preparação

 

Coloquem as bifanas num recipiente, adicionem o vinho, a pasta de pimentão e o louro, tapem e levem ao frio a marinar de um dia para o outro.

 

Num tacho coloquem um fio de azeite, adicionem os alhos esmagados e quando estiver quente, mas sem estar a libertar fumo (sinal de que está demasiado quente) fritem as bifanas. Adicionem a marinada verifiquem se precisa de sal, uma vez que a massa de pimentão já tem sal, e deixem ferver em lume brando 2-3 minutos.

 

Salpiquem com salsa e sirvam com as batatas fritas.

 

Experimentem…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

07
Set15

Depois de uma ausência um tanto ou quanto prolongada (férias são férias) volto com uma receita simples, para não cansar muito, e feita com um fruto da época o tomate...

 

pescadaarroztomate.jpg

 

 

Ingredientes para 4 pessoas

 

4 Postas de pescada com cerca de 3 dedos de grossura

1 Colher de chá de alho em pó

1 Colher de chá de pimenta branca

Sumo de 1 limão grande

Sal q.b.

Farinha para panar

Óleo para fritar

 

Arroz

1 Chávena e meia de arroz carolino

4 Tomates maduros sem pele nem sementes picadinho

1 Colher de concentrado de tomate

1 Dente de alho picadinho

1 Cebola picadinha

1 Folha de louro

3 Colheres de sopa de azeite

1 Pitada de açúcar

Água e sal q.b.

2 Colheres de sopa de coentros frescos picados

 

Preparação

 

Temperem a pescada com o sal, o limão, a pimenta branca e o alho, deixem marinar por meia hora, pelo menos.

 

Comecem por preparar o arroz…

 

Levem um tacho ao lume com a cebola e o azeite, deixem refogar um pouco e adicionem o alho picadinho com a folha de louro, adicionem de seguida o tomate e o concentrado e deixem refogar um pouco, adicionem um pouco de água, temperem com sal e a pitada de açúcar e deixem fervilhar tapado e em lume brando por 10 minutos. Retirem a folha de louro e adicionem agora o arroz e deixem-no absorver o líquido, quando estiver sequinho adicionem 4 chávenas de água, a medida da chávena tem de ser a mesma que utilizaram para medir o arroz, quando começar a ferver mexam, reduzam para lume brando e deixem cozinhar cerca de 10 minutos tapado, ou até o grão estar cozido, o arroz deverá ficar com caldo, não esperem que seja todo absorvido, caso contrário ficam com papa de arroz. Sirvam de imediato com a pescada e polvilhado com os coentros.

 

Equando o arroz coze preparamos a pescada…

 

Sequem-na bem com papel de cozinha e passem-na por farinha, levem a fritar em óleo quente (não muito quente) e de preferência que as postas fiquem mergulhadas no óleo até metade da sua altura. Deixem dourar bem de ambos os lados, no total não levará mais que 3-4 minutos, desta forma a pescada ficara tenra e não seca.

 

Experimentem…

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Jun15

Coelho Bravo com Vinho do Porto

por Cozinha com a Ju

Confesso que não sou grande fã de coelho, o coelho bravo tem realmente outro sabor, este foi-me dado e senti-me constrangida em não o aceitar, tudo porque vai contra a minha filosofia andar por aí aos tiros a animais...

 

Ok ok, não quero levantar questões morais, sim como carne, sim gosto de a comer, mas posso ser contra a caça certo? 

Agora a receita...

 

coelhoporto.jpg

 

Ingredientes para 4 pessoas

 

1 Coelho bravo, ou de compra

200 ml de vinho tinto

150 ml de Vinho do Porto Quinta da Sequeira

2 Colheres de sopa de vinagre de vinho tinto

3 Dentes de alho picadinhos

4 Chalotas partidas em quartos

2 Colheres de sopa de tomilho

2 Folhas de louro, eu uso sempre louro fresco

Ramos de salsa q.b.

Pimenta preta, sal e azeite q.b.

 

Batatas coradas para acompanhar, receita encontram-na aqui.

 

Preparação

 

Limpem o coelho de gorduras supérfluas, cortem-no em pedaços e coloquem-no numa taça, juntem o vinho tinto, os alhos esmados, a salsa, o louro, o tomilho, o vinagre e um pouco de azeite, misturem bem, tapem com película e deixem marinar pelo menos 1 dia.

 

Coloquem um fio generoso de azeite num tacho e adicionem o coelho, sem a marinada, e deixem alourar bem de todos os lados, juntem as chalotas e deixem refogar um pouco, temperem com pimenta preta e sal e adicionem a marinada, com a atenção de a coar previamente, adicionem também um pouco mais de tomilho.

 

Quando levantar fervura, tapem, baixem o lume e deixem cozinhar 20 minutos em lume brando. Adicionem agora o vinho do Porto Quinta da Sequeira, aumentem o lume e deixem ferver até evaporar o álcool. Cozinhem por mais 20 minutos ou até a carne estar tenra

 

Sirvam com batatinha corada a receita encontram-na aqui.

 

Experimentem…

  

 


  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Mai15

Tarte de Feijão

por Cozinha com a Ju

Eu sou uma apaixonada pela doçaria portuguesa, e tudo o que envolva gemas de ovo, açucar e amêndoa eu adoro...Esta receita foi feita na terra dos pastéis de feijão, mas em vez de pequenos decidi fazer em formato de tarte, mas podem adaptá-la e pastéis...

 

tarte de feijão.jpg

 

Ingredientes 

 

500 gr de açúcar

12 Gemas de ovo

125 gr de amêndoa ralada

175 gr de feijão branco cozido, convém não usarem o de conserva

Água e açúcar q.b.

1 Base de massa quebrada, podem fazer a vossa massa em casa, mas como o tempo era pouco acabei por usar de compra

 

Preparação

 

Para esta receita convém que o feijão esteja muito cozido, deste modo irá soltar-se melhor da casca.

 

Passem o feijão por um passe-vite de modo a que as cascas fiquem retidas. Pesem a quantidade indicada e reservem.

 

Num tacho coloquem o açúcar e água suficiente apenas para o cobrir, assim que começar a ferver contem 5 minutos e desliguem. Deixem arrefecer um pouco. Passem as gemas de ovo por um passador de rede e adicionem em fio e sem parar de mexer ao preparado anterior, adicionem também o puré de feijão e a amêndoa e envolvam tudo.

 

Untem uma forma de 22cm de diâmetros com manteiga e forrem-na com a massa quebrada, piquem-na no fundo e vertam sobre ela o preparado anterior. Polvilhem com açúcar granulado e levem ao forno pré-aquecido a 200 graus aproximadamente 35-40 minutos. Assim que a massa deixar de estar líquida e com uma crosta de açúcar façam o teste do palito. Dependendo dos fornos poderá ser mais rápido ou pelo contrário um pouco mais demorado.

 

Deixem arrefecer por completo antes de desenformarem.

 

tartefeijão2.jpg

 

 

Experimentem…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu adoro este tipo de receitas, poucos ingredientes, fáceis de preparar e simplesmente deliciosas

 

bacalhaumigas.jpg

 

 

Ingredientes 4 pessoas

 

4 lombos de bacalhau

700 gr de batatas

1 molhos de grelos de couve

4 dentes de alho

1 ramo de tomilho

2 folhas de louro

50 gr de toucinho

Sal e azeite Biológico Quinta da Sequeira q.b.

 

Preparação

 

Num tacho coloquem os lombos, os alhos descascados e esmagados, o tomilho e o louro, reguem com azeite até 3/4 do bacalhau ficar submerso. Levem a lume brando e deixem apenas fervilhar o azeite ligeiramente. O bacalhau estará cozido quando espetarem um palito e ele sair facilmente, cerca de 15-20 minutos, dependendo do tamanho das postas.

 

Lavem bem as batatas e cozam-nas, com pele, em água temperada com sal. Depois de cozidas, escorram-nas deitem-nas numa travessa e esmaguem-nas com garfo, depois passem-nas por um passador de rede.

 

Retirem os caules mais grossos aos grelos, levem uma panela com água ao lume temperada com sal e quando começar a ferver adicionem os grelos, deixem-nos cozer por cerca de 5 minutos, retirem-nos e passem-nos por água fria. Cortem-nos em juliana com 1 cm.

 

Coloquem uma quantidade generosa de azeite onde cozeram o bacalhau juntamente com o toucinho numa frigideira, deixem alourar o toucinho, retirem-no e adicionem os grelos e de seguida as batatas, envolvam tudo muito bem e vão abanando a frigideira para que as migas se comecem a formar, se conseguirem virá-las sem utilizar uma espátula é melhor, deixem que cozinhe um pouco de ambos os lados.

 

Depois de feitas deslizem-nas para um prato de servir, lasquem o bacalhau coloquem o toucinho cortado em tiras finas e reguem com mais um pouco de azeite.

 

Experimentem…

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

01
Abr15

Folar Mirandês

por Cozinha com a Ju

Um folar simples onde a combinação do açucar e canela o tornam absolutamente delicioso

 

folar.jpg

 

 

Ingredientes

500g de farinha tipo 65

1 pacote de levedura seca

7g de sal

3 ovos M

0,5dl de azeite

50g de manteiga

Água tépida q.b.

Açúcar e canela q.b.

 

Preparação

 

Juntem a farinha, o sal e o fermento, e envolvam bem, adicionem os ovos e amassem bem, eu uso a batedeira com gancho para massas, mas podem fazê-lo à mão. Adicionem água à massa, se necessário, a massa não deverá ficar muito liquida, deverá ficar com a consistência de massa de pão, caso contrário não a poderemos tender. Amassem bem e por fim incorporem as gorduras, a manteiga deverá estar derretida mas sem nunca ferver e à temperatura ambiente, por isso derretam-na com alguma antecedência.

 

Envolvam bem as gorduras, polvilhem a massa com farinha e tapem com um pano e levem a levedar cerca de 1 hora, num lugar quente e sem correntes de ar.

 

Dividam a massa em 5 partes, sendo que uma deve ser o dobro das outras, com a ajuda de um rolo estendam a de maior tamanho e forrem uma forma sem buraco e untada com manteiga, de modo a que parte da massa saia da forma, adicionem uma camada de açúcar e canela, eu não coloquei muito açúcar com receio de ficar demasiado doce, por isso é consoante os gostos.

 

Estendam agora os pedaços de massa mais pequenos e alternem com massa e açúcar e canela, a última camada terminem apenas com açúcar e sem canela, dobrem as pontas da primeira massa, e levem a levedar mais meia hora.

 

Cozam em forno quente 190 a 200 graus cerca de meia hora façam o teste do palito.

 

folarmiranda.jpg

 

Logotipo Dia Um... Na Cozinha Abril 2015.jpg

 

 

Experimentem…

Autoria e outros dados (tags, etc)



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Onde Estou

Top blogs de receitas Todas as receitas estão no Petitchef

Parcerias



Os melhores fãs do mundo



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D